Just in Time – Como esse conceito impactou toda a logística?

just in time

Toda pessoa que possui um negócio sempre deve pensar nos processos que envolvem o transporte de matérias-primas, desenvolvimento do produto e como ele irá chegar ao cliente. Quando falamos de e-commerce, essa importância aumenta ainda mais. E uma das estratégias mais utilizadas para fazer isso da melhor maneira é o Just In Time.

Entendendo o Just In Time

Trata-se de um processo que envolve a entrega do produto baseado na demanda e na quantidade necessária para essa produção. Isso significa que o estoque fica reduzido e não há a possibilidade de encalhar uma grande quantidade de produtos.

É um conceito antigo, de meados da década de 1950, mas que ainda se mantém atual e muito praticado por empresas de diversos segmentos.

Menos espaço físico de estoques representa economia. Mas é claro que não é prudente ficar totalmente desabastecido. Por isso, uma dúvida bastante comum é em relação à quantidade necessária para manter o negócio e atender aos clientes.

O processo Just In Time pode ser implementado por empresas de diversos segmentos e possui inúmeras vantagens. E um setor que é bastante impactado por isso é a logística. O Just In Time é fundamental para uma boa execução dos processos operacionais da empresa.

Como o Just In Time afeta a logística?

Quando pensamos em logística, devemos levar em consideração diversos pontos que são essenciais para um bom desempenho desse processo. E o Just In Time é capaz de otimizar cada etapa de maneira assertiva.

Por meio do Just In Time, é possível melhorar o planejamento de cada fase do desenvolvimento e produção de uma empresa. Por exemplo, se existe um estoque limitado, é essencial ter um controle eficaz de cada etapa. Então podemos observar que tudo é calculado e analisado para que não tenha “furos” ou uma quebra no processo. Afinal de contas, uma etapa depende diretamente da outra para ser realizada.

Além disso, como há um controle maior de cada etapa, a responsabilidade dos colaboradores em relação à execução de suas atividades aumenta. No final das contas, isso influencia diretamente na produtividade e no desenvolvimento desse funcionário na organização.

Há ainda a questão dos custos. Com esse método, são poucos os produtos desperdiçados e menos processos paralisados por má gestão da logística. E não podemos nos esquecer da flexibilidade que é aumentada, fazendo com que o negócio se adapte de acordo com as suas necessidades.

Porém, é preciso ter atenção em alguns pontos antes de implementar o Just In Time. Para começar, nem todo negócio pode se beneficiar com esse sistema de produção. Caso a sua empresa possua uma demanda extremamente instável e pouco previsível, é mais complicado aplicar o Just In Time.

Além disso, alguns imprevistos podem impactar diretamente o seu resultado. Por exemplo, se a logística não avaliar bem o tempo de transporte para a entrega da matéria-prima, corre o risco de atrapalhar a linha de produção. Então haverá queda na produtividade e na produção. Por isso, é fundamental escolher um fornecedor de forma assertiva para não ter esses problemas.

Para você otimizar ainda mais os processos da sua empresa, conte com o Reasy, o melhor roteirizador do mercado. Descubra como o nosso sistema de roteirização vai ajudar a melhorar a logística da sua empresa. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *