Quais são as principais tendências de logística para 2019?

tendências de logística

Não é novidade que a tecnologia tem provocado revoluções em vários setores. Com o mundo cada vez mais digital, as empresas precisam se adaptar, para aproveitar as ondas de oportunidades que se formam. Caso contrário, poderão ser engolidas por ela. No mundo da logística, não é diferente. Por isso, descubra algumas tendências de logística, que vão impactar todo o setor, em 2019. Boa leitura!

 

Tendências de logística

 

1 – Internet das Coisas (IOT)

Cada vez mais, máquinas, aparelhos e dispositivos estão conectados à internet. E não estamos falando apenas de celulares ou computadores. Essa conexão significa que essas máquinas podem “conversar” entre si. Já pensou no impacto disso em uma cadeia complexa como o setor logístico? A internet das coisas pode azeitar várias etapas do processo que hoje estão sujeitas a erros de operação. Essa comunicação mais precisa irá aumentar a eficiência no monitoramento, no rastreio, na gestão de estoque, entre outros pontos da operação.

 

2 – Drones

A utilização de drones também está entre as principais tendências de logística, com algumas ressalvas. Em dezembro de 2016, um saco de pipocas voou pelas ares da Inglaterra, mais precisamente na região de Cambridge. Foi a primeira vez que a Amazon, uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, fez uma entrega utilizando drone.

A encomenda, que ainda contava com um Amazon Fire TV, percorreu 700 metros e chegou ao destino em 13 minutos, em perfeitas condições. Esse voo foi na Inglaterra porque a empresa havia obtido lá a autorização para operar voos que ultrapassassem os limites de alcance visual. A encomenda foi uma bela jogada de marketing, sem dúvida. Mas quando esse tipo de entrega deve se tornar realidade?

A pergunta é difícil de responder, não pelos desafios tecnológicos inerentes à operação, mas pela dificuldade de as agências reguladoras de cada País estabelecerem regras de segurança para que esse tipo de transporte avance.

Vamos pensar em São Paulo, por exemplo. A cidade já tem um dos espaços aéreos mais disputados do mundo. Como seria se milhares de drones cruzassem a cidade para fazer entregas? Pois é. Por isso, a entrega com drones ainda terá um longo caminho a percorrer.

 

3 – Big Data

O Big Data está sempre no topo da lista das principais tendências tecnológicas. A estimativa é de que o investimento nesta área passe dos US$ 100 bilhões em 2019.

O Big Data tem relação com o grande volume de dados que são gerados todos os dias, por consumidores e empresas. Compilar e analisar tudo isso é um grande desafio. A empresa que conseguir processar tantos dados, aparentemente desconexos, e transformá-los em insights para facilitar a tomada de decisões vai deixar os concorrentes para trás.

Na área de logística, o Big Data pode, por exemplo, identificar padrões e fazer várias análises preditivas que vão significar economia nos custos de operação, além de aumentar a chance de proporcionar ao cliente sempre a melhor experiência.

 

4 – Roteirizador

O uso de roteirizadores também está entre as principais tendências de logística. O roteirizador é um sistema que permite planejar e executar de forma mais inteligente as entregas ou as coletas de uma empresa. Todos os dias, os profissionais que trabalham com logística analisam dezenas de variáveis para organizar as rotas.

O resultado é o chamado romaneio. Entre essas variáveis, estão a quantidade de veículos e de motoristas, as distâncias, as cargas, as restrições, os horários de entrega. Por isso, um bom roteirizador é uma ferramenta indispensável para ajustar tudo isso. E que tal você aproveitar esta tendência? Teste o Reasy, a melhor tecnologia do mercado, por 14 dias, sem compromisso, é só CLICAR AQUI. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *