Logística pelo mundo – Quais são as principais tendências?

tendências logística

Investir em uma boa logística, sem dúvida, é um fator competitivo para as empresas que lidam com a entrega de produtos, seja para o consumidor final ou para revendedores. Com a retomada da economia brasileira, esse setor é um dos que mais será movimentado, o que demanda novas tecnologias e métodos de trabalho mais eficientes e dinâmicos.

Em paralelo, neste e nos próximos anos são esperadas inovações em diversos setores relacionados a novas tecnologias. O envelhecimento da frota, o baixo investimento em infraestrutura e a grande oferta de serviços sem qualidade têm reforçado a necessidade de mudar certos padrões e aprimorar essa atividade.

Hoje, 58% do transporte é feito por rodovias. Por conta disso, novas tecnologias já estão sendo implementadas, imersas pela onda da 4ª revolução industrial, em que a Internet das Coisas (IoT), Big Data, entre outras ferramentas, têm auxiliado o setor desde a organização das frotas e acompanhamento das entregas em tempo real, até a tomada de decisão.

Investir em novas tecnologias é uma forma de aprimorar as atividades, atender melhor o seu cliente e sair na frente na concorrência. Por isso, separamos algumas tendências na área de logística para o próximo ano. Confira:

Dispositivos autônomos

As máquinas independentes são tendência em diversos setores, a fim de executar tarefas muito mais rápidas, precisas, sem erros e mantendo padrões pré-estabelecidos. Assim, a interferência humana é quase nula, o que evita o retrabalho. Atualmente, algumas empresas ao redor do mundo já contam com máquinas autônomas para diferentes funções, como a separação de mercadorias, drones para entregas, veículos autônomos (carros sem motorista), entre outras tecnologias.

No caso dos veículos autônomos, essa tendência logística tem sido testada pela gigantes Google e Microsoft, que vêm desenvolvendo a própria tecnologia para tal. Em suma, esses veículos não são úteis apenas para locomoção, mas também para a colheita de dados e informações das operações logísticas, que podem ser analisadas em tempo real por uma central, o que auxilia na tomada de decisão e na prevenção de erros.

Além desse benefício, a economia financeira é outro grande atrativo, uma vez que não há mais a necessidade de contratação de motoristas e de funcionários para averiguações, aumentando a eficiência e diminuindo os riscos à vida humana.

Internet das Coisas (IoT)

Essa tecnologia já vem sendo implementada em diversos setores da indústria e é de grande serventia para a logística. Trata-se de uma rede de objetos físicos capaz de coletar e transmitir dados entre si para outros setores. Assim, os funcionários conseguem ter acesso em tempo real a todas as etapas do transporte de algum produto ou a posição de um caminhão, por exemplo. Para 2019, a expectativa é a ampliação desse serviço a fim de otimizar a gestão de frete.

Entrega antecipada

Consiste em realizar as primeiras movimentações de um produto, antes mesmo que este seja adquirido por um cliente. Para isso, são usados algoritmos que identificam padrões de comportamento dos clientes, identificando chances reais de compra. Assim, o item de interesse já é encaminhado pela logística para a unidade mais próxima do possível comprador.

Em resumo, todas as principais tendências contam com a automatização para tornar os processos cada vez mais eficazes. O Reasy, o melhor sistema de roteirização do mercado, é um exemplo disso. Para saber mais, é só entrar em contato com a equipe Reasy, que terá muito prazer em oferecer as melhores soluções para você. Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *